Laserterapia

Laserterapia

A maioria das queixas apresentadas pelos pacientes na Odontologia, está relacionada a dor e inflamação. Em função disso, a energia a laser é uma importante ferramenta do tratamento de forma terapêutica. Os efeitos terapêuticos obtidos são: antiinflamatório, analgésico e reparação tecidual.

 

É uma ajuda importante à prática profissional em associação com quase todas as especialidades odontológicas. Pode ser utilizado com o propósito de estimular a formação de dentina reparadora, reduzir a sensibilidade nos dentes, auxiliar a anestesia, promover maior velocidade de reparação do osso na
região periapical, além de proporcionar menor sangramento e edema nos casos de gengivite e periodontite.


Alguns estudos mostram a utilização do laser terapêutico promovendo redução da dor e do tamanho das lesões, além de uma epitelização mais rápida das úlceras, nos casos de estomatite aftosa recorrente, úlceras traumáticas, lesões herpéticas, glossite e herpes zoster.

 

A aplicação da terapia também favorece a recuperação mais rápida e menos dolorosa da pericoronarite, gengivite, queilite angular, pericementite, síndrome da ardência bucal, alveolite, disfunção temporomandibular (DTM) e mucosite.

 

A aplicação da terapia a laser após cirurgia periodontal é também de grande interesse, por ter sido observado um decréscimo da dor pós-operatória, melhor coagulação, aceleração da angiogênese e cicatrização, nos casos onde a laserterapia foi utilizada.


Um dos seus efeitos mais desafiadores é o processo de cicatrização. O efeito do laser terapêutico na cicatrização é frequentemente atribuído ao aumento da proliferação celular. A utilização da laserterapia como coadjuvante do tratamento periodontal não cirúrgico, visa principalmente à ação antiinflamatória e bioestimulante, acreditando em uma resposta mais rápida ao tratamento quando comparada aos resultados obtidos com o tratamento convencional apenas.

 

Também promovem a aceleração da cicatrização em pacientes submetidos à gengivectomia, mostrou resposta significante quando comparado aquele grupo de pacientes que não realizaram laser terapia.

 

Com relação aos efeitos da laserterapia no tratamento ortodôntico, acredita-se que a capacidade do laser em proporcionar uma movimentação dentária mais rápida, devido a sua ação estimuladora na proliferação e diferenciação dos osteoblastos, que resulta consequentemente no reparo ósseo. Para se obter esse efeito é bastante importante a seleção do comprimento de onda  e dose ideais. Daí a importância em se determinar os parâmetros ideais para se conseguir o efeito desejado.


Alguns estudos mostram uma redução efetiva da dor após as intervenções ortodônticas, quando utilizada a terapia laser de baixa intensidade, além de reduzir efetivamente a dor durante o tratamento. Além disso, foi capaz de favorecer uma movimentação dentária mais rápida, por influenciar o processo de reparo e remodelamento ósseo.

Ligue para (51) 3346-5725 / 3395-4133